fbpx

Como portabilizar a previdência privada para XP.

Como portabilizar a previdência privada para XP.

Previdência Privada é um investimento conhecido dos brasileiros. Quase 10% dos investidores tem alguma previdência privada, normalmente em grandes bancos, com rentabilidade ruim e taxas de administração alta. Por isso, saiba como portabilizar a previdência privada para a XP de maneira bastante simples.

Mas o que deve ser levado em consideração antes de fazer uma portabilidade de previdência privada?

Existem detalhes que se devem ter conhecimento antes de ocorrer a solicitação da portabilidade de previdência para que você não faça besteira com o seu investimento.

Caso você queira saber se vale a pena portabilizar seu plano de previdência privada para a XP, não deixe de ler nosso artigo: Previdência privada na Xp vale a pena?

Com funciona a portabilidade da previdência?

Incialmente, existem duas maneiras de realizar a portabilidade.

Portabilidade Interna

Neste caso a portabilidade acontece dentro da mesma instituição, onde faz-se a transferência apenas do fundo de previdência.

Por exemplo, você tem um fundo de previdência de renda fixa no Banco do Brasil, e quer fazer a portabilidade para um fundo de ações, mas dentro do Banco do Brasil, é chamada portabilidade interna, e todo o processo é feito diretamente no banco.

Portabilidade Externa

Já neste caso, a portabilidade é para uma diferente instituição, corretora ou banco, além do fundo de investimento.

Os principais motivos que levam a esta portabilidade são os custos e taxas que muitas vezes acabam sendo maiores dentro da grandes bancos, especialmente se você tem um fundo de previdência privada antigo, quando as taxas de administração eram mais altas.

Nesse caso, o processo de solicitação de portabilidade é feito na cessionária, ou seja, na instituição que irá receber o seu plano de previdência privada. Munido das informações necessárias, você envia a instituição, que faz a solicitação.

Modalidade de planos na previdência privada

Saiba que, não é possível após a alteração do plano de previdência na modalidade PGBL ou VGBL, ou seja, se você começou um plano PGBL, você só pode fazer portabilidade para outro plano PGBL. Caso tenha iniciado um plano VGBL, deve permanecer dentro do plano VGBL também.

Caso você faça uma solicitação, com a alteração do plano, será recusado.

Para entender melhor o que são os planos PGBL e VGBL, fizemos esse resumo abaixo:

PGBL – Plano Gerador de Beneficio Livre

Este plano é normalmente indicado a quem faz a declaração completa de seu Imposto de Renda, isto porque esta modalidade tem a vantagem de deduzir até 12% de sua renda bruta declarada.

Se você deseja investir em previdência PGBL, vale a leitura de nosso artigo: Previdência privada PGBL: o que você saber antes de investir.

VGBL – Vida Gerador de Beneficio livre

Já o VGBL é indicado para quem faz sua declaração de maneira simplificada. Assim, somente seus rendimentos são tributados sem incluir o valor total do investimento.

Para aprofundar um pouco mais assista nosso vídeo realizado pelo Co-fundador da Monefica, Guilherme Alano.

Além disso, a alíquota na tabela regressiva é de 10% para quem mantém o investimento por pelo menos dez anos. 

Escolhendo seu plano de tributação

Como funciona a tributação na previdência privada

A tributação da previdência privada, ocorre da seguinte maneira:

Progressiva

Nesta sua alíquota de imposto de renda aumenta conforma seu valor de resgate ou da renda que voce deseja receber no futuro.

Regressiva

Já neste plano sua alíquota diminui conforme o aumento do seu prazo de investimento.

Sendo necessário ressaltar que segundo normas da receita federal a mudança de plano regressiva para progressiva não é permitida.

Esta mudança pode ocorrer sem alterações, sem que o contribuindo precise arcar com despesas tributárias.

Assim, é possível fazer esta migração de plano quantas vezes for necessário sem cobranças tributárias.

Todavia, ao optar pela mudança de plano tributária saindo de uma tabela progressiva para regressiva, o seu tempo de tributação irá ser zerado, assim, inicia-se contando novamente no primeiro dia de realização desta mudança. E sua alíquota inicial será de 35% de seu IR (se o resgate ocorrer nos primeiros dois anos).

Ainda assim, a previdência é muito vantajosa quando comparada a outras modalidades e fundos de investimentos.

Previdência Privada - XP Investimentos

Ao fazer a portabilidade da sua previdência privada para a XP, ou para qualquer outra instituição, você poderá manter o mesmo regime de tributação, ou em um único caso, alterar ela.

Só é possível mudar o regime de tributação, do progressivo, para o regressivo. Se você tem uma previdência no regime regressivo, não poderá alterar para o regime progressivo, só abrindo um novo plano.

Portabilidade da previdência privada no imposto de renda

A grande vantagem de portabilizar a previdência privada para a XP, é que você não tem desconto de imposto de renda para isso.

Seu plano migrará integralmente, só alterando o fundo de investimento e a instituição custodiante.

Isso quer dizer que, os aportes feitos, também permaneceram inalterados. Por exemplo, se você tem um plano no regime progressivo, e algumas aplicações já foram feitas muitos anos atrás, com alíquotas mais baixas para resgate, eles se manterão após o processo de portabilidade. Nada será alterado.

Prazo de carência para portabilidade da previdência privada

Algumas instituições, bancos e corretoras, exigem um prazo de carência para portabilidade de previdência privada. Se você quer saber como portabilizar sua previdência privada para a XP, é importante também saber sobre seus prazos e carências.

Para portabilidades internas, isto é, em diferentes fundos dentro da mesma instituição, o prazo de carência de portabilidade não existe. Você pode entrar em um fundo de ações, e no dia seguinte, pedir para portabilizar para um fundo de renda fixa, sem problemas.

Caso você se arrependa da portabilidade, e queira voltar para seu banco, ou ainda migrar os investimentos para outro banco, o prazo de carência é de 60 dias.

Durante esse prazo, você não poderá realizar nova portabilidade externa.

Como pedir a portabilidade da previdência privada para a XP

Para portabilizar a previdência privada para a XP, você deve enviar as informações da sua previdência privada para a XP, que fará a solicitação para o seu banco ou corretora atual.

As informações que serão necessárias para a solicitação são:

  • Número do Processo SUSEP
  • Matricula
  • Valor
  • Regime de Tributação

Com isso em mãos, você pode solicitar para seu assessor a portabilidade do plano, onde deverá ser informado, o fundo de investimentos que serão enviados os recursos, e cadastrar os beneficiários dessa sua previdência privada.

Normalmente, pedindo um “extrato completo da Previdência”, constam todas as informações necessárias para solicitar essa portabilidade.

Com ela em mãos, e os dados da nova previdência, voce pode portabilizar sua previdência privada para a XP.

Compartilhe

Compartilhe

Mais artigos

Busca

Envie uma mensagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gerencie seu Patrimônio

em um só lugar

Monefica gestora de investimentos, fundo exclusivo, planejamento financeiro, investimentos, gestã patrimonial, carteira administrada.

Integre e consolide seus investimentos financeiros, a distribuição da sua carteira
e rentabilidade com o benchmark definido

Vamos trabalhar juntos no

seu projeto de vida